Postado em: - Área: Previdenciário em geral.

Empregado aposentado: Admissão ou permanência em serviço

Resumo:

Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos aspectos importantes a respeito do trabalhador que venha se aposentar e continue trabalhando na mesma ou outra empresa, bem como daquele que opte pelo afastamento das suas atividades ao se aposentar, mas que decida retornar ao trabalho.

Hashtags: #aposentadoria #empregadoAposentado #aposentadoriaEspecial #permanenciaServico

1) Introdução:

Primeiramente, cabe esclarecer que não há na legislação atualmente em vigor qualquer impedimento para que o trabalhador se aposente e continue trabalhando na mesma ou outra empresa, ou seja, ele poderá dar entrada no seu pedido de aposentadoria e continuar normalmente trabalhando para seu empregador, sem qualquer reflexo em seu contrato de trabalho. Caso opte pelo afastamento das suas atividades ao se aposentar, esse trabalhador poderá retornar futuramente ao trabalho se assim desejar.

Porém, existe 2 (duas) exceções que devem ficar no radar dos nossos leitores, quais sejam:

  1. Aposentadoria especial: este tipo de aposentadoria impede que o aposentado permaneça ou retorne para atividade ou operação que ensejou sua concessão, na mesma ou em outra empresa, sob pena de cessação do benefício. Entretanto, ele poderá voltar a trabalhar em outras atividades ou operações que não o sujeite aos agentes nocivos prejudiciais à sua saúde ou à sua integridade física que foram considerados para fins de concessão do benefício (1);
  2. Aposentadoria por incapacidade permanente: este tipo de aposentadoria impede que o aposentado retorne voluntariamente à atividade, sob pena de ter seu benefício automaticamente cessado, a partir da data de seu retorno (2).

Portanto, exceto nas hipóteses de aposentadoria por incapacidade permanente ou especial, observado quanto a esta última o disposto no artigo 69, § único do RPS/1999 (3), o retorno do aposentado à atividade não prejudicará o recebimento de sua aposentadoria.

Já no que se refere a admissão de empregado aposentado, temos que a legislação trabalhista e previdenciária não dá tratamento diferenciado para o mesmo quando retornar às suas atividades laborais. Portanto, caso volte à atividade profissional na condição de empregado, o aposentado terá os mesmos direitos e obrigações dos demais empregados.

Nos próximos capítulos vamos comentar os reflexos trabalhistas e previdenciários para a empresa que admitir empregados aposentados, com base na legislação atualmente em vigor.

Notas VRi Consulting:

(1) A aposentadoria especial será devida, uma vez cumprida a carência exigida na legislação, ao segurado da Previdência Social que tiver trabalhado sujeito a condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física, durante 15 (quinze), 20 (vinte) ou 25 (vinte e cinco) anos, conforme dispuser a lei.

(2) Aposentadoria por incapacidade permanente (antiga aposentadoria por invalidez) é um benefício concedido aos trabalhadores que, por doença ou acidente, forem considerados pela perícia médica incapacitados para exercer suas atividades ou outro tipo de serviço que lhes garanta o sustento. Não tem direito a essa aposentadoria quem, ao se filiar à Previdência Social, já tiver doença ou lesão que geraria o benefício, a não ser quando a incapacidade resultar no agravamento da enfermidade. A aposentadoria deixa de ser paga quando o segurado recupera a capacidade e volta ao trabalho (artigo 46 da Lei nº 8.213/1991).

(3) O artigo 69, § único do RPS/1999 prescreve o seguinte: "Art. 69. (...) Parágrafo único. O segurado que retornar ao exercício de atividade ou operação que o sujeite aos riscos e agentes nocivos constantes do Anexo IV, ou nele permanecer, na mesma ou em outra empresa, qualquer que seja a forma de prestação do serviço ou categoria de segurado, será imediatamente notificado da cessação do pagamento de sua aposentadoria especial, no prazo de sessenta dias contado da data de emissão da notificação, salvo comprovação, nesse prazo, de que o exercício dessa atividade ou operação foi encerrado.".

Base Legal: Arts. 46 e 57, caput, § 8º da Lei nº 8.213/1991 e; Arts. 48 e 69, § único do RPS/1999 e; O que é aposentadoria por invalidez? (Checado pela VRi Consulting em 09/07/24).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

2) Admissão de empregado aposentado:

Caso a empresa opte admitir aposentado na condição de empregado deverá adotar as mesmas formalidades observadas na contratação dos demais empregados, tais como:

  1. formalização do registro do empregado (4);
  2. anotação da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) ou Carteira de Trabalho Digital, conforme o caso;
  3. realização de exames médicos;
  4. desconto e recolhimento de contribuição previdenciária;
  5. depósitos ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS);
  6. entre outros.

Importante mencionar que os empregados aposentados farão jus a todos os direitos assegurados na legislação trabalhista para os empregados não aposentados, tais como: 13º Salário, férias, acrescidas de 1/3, repouso semanal remunerado (RSR), horas extras, adicional noturno, salário-maternidade, licença-paternidade, jornada de trabalho de 8 (oito) horas diárias e 44 (quarenta e quatro) semanais, salvo categorias com jornadas especiais, dentre outras. Nesse sentido, observar também os direitos constantes na convenção coletiva da respectiva categoria profissional.

Enfatizamos que não haverá perda do benefício da aposentadoria, salvo nas exceções já mencionadas, quando o aposentado voltar a exercer atividade remunerada.

Nota VRi Consulting:

(4) Registra-se que as empresas ao optaram pelo registro eletrônico de empregados terão essa obrigação substituída pelo Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial), sendo vedados outros meios de registro. O número do recibo eletrônico emitido pelo eSocial quando da recepção e validação dos eventos correspondentes comprova o cumprimento dessa obrigação.

Recomendamos a leitura do Roteiro de Procedimentos intitulado Registro de empregados, onde analisamos detalhadamente a obrigatoriedade e os procedimentos legais para registro de empregado.

Base Legal: Arts. 29, caput e 41, caput da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT/1943) e; Arts. 13, 14, § 2º, 16 e 17 da Portaria MTP nº 671/2021 (Checado pela VRi Consulting em 09/07/24).

2.1) Contribuição previdenciária (INSS):

A filiação à Previdência Social decorre automaticamente do exercício de atividade remunerada para os segurados obrigatórios, ainda que na condição de contribuinte individual (empresário). Assim, o aposentado pelo Regime Geral de Previdência Social (RGPS) que estiver exercendo ou que voltar a exercer qualquer atividade abrangida por esse regime é segurado obrigatório em relação a essa atividade, conforme se depreende da leitura do artigo 11, § 3º da Lei nº 8.213/1991:

Art. 11 (...)

§ 3º O aposentado pelo Regime Geral de Previdência Social – RGPS que estiver exercendo ou que voltar a exercer atividade abrangida por este Regime é segurado obrigatório em relação a essa atividade, ficando sujeito às contribuições de que trata a Lei nº 8.212, de 24 de julho de 1991, para fins de custeio da Seguridade Social.

(...)

Portanto, o empregador é obrigado a descontar a contribuição previdenciária (INSS) da remuneração do empregado aposentado, da mesma forma que faz para os empregados não aposentados, além da obrigatoriedade do recolhimento da contribuição patronal (INSS-Patronal e RAT) e das contribuições para terceiros (Senai, Senat, Sesi, etc).

Base Legal: Art. 11, § 3º da Lei nº 8.213/1991; Arts. 9º, § 1º e 20, caput, § 1º do RPS/1999; Art. 2º da Instrução Normativa INSS/PRES nº 128/2022 e; Art. 10 da Instrução Normativa RFB nº 2.110/2022 (Checado pela VRi Consulting em 09/07/24).

Me chamo Raphael AMARAL, fundador deste Portal que a anos vem buscando ajudar administradores, advogados, contadores e demais interessados, através de publicações técnicas de primeira qualidade e 100% gratuitos. São anos de estudos compartilhados com nossos amigos leitores.

Bom, estou aqui para agradecer seu acesso... Obrigado de coração, se não fosse você não teria motivação para continuar com esse trabalho... Bora com a VRi Consulting escalar conhecimento.

Doações via Pix:

Gosta do conteúdo?, que tal fazer um Pix para ajudar a manter o Portal funcionando:

  • Chave Pix: pix@vriConsulting.com.br

Doações mensais:

Cadastre-se na lista de doadores mensais. A doação é realizada através de ambiente seguro, protegido e pode ser cancelada a qualquer momento:



2.2) Comunicação ao INSS:

O aposentado não precisa comunicar a permanência ou o retorno ao serviço ao Ministério do Trabalho e Previdência (MTP) ou INSS, pois tal fato não influencia na sua aposentadoria, que é mantida em seu valor integral.

Base Legal: Equipe VRi Consulting (Checado pela VRi Consulting em 09/07/24).

3) Readmissão de empregado - Cômputo do tempo de serviço anterior:

Regra geral, quando um empregado for readmitido pela empresa os períodos, ainda que não contínuos, em que tiver trabalhado anteriormente na empresa serão computados no seu tempo de serviço. Porém, por expressa disposição da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT/1943), essa regra não vale para o empregado aposentado espontaneamente:

Art. 453 - No tempo de serviço do empregado, quando readmitido, serão computados os períodos, ainda que não contínuos, em que tiver trabalhado anteriormente na empresa, salvo se houver sido despedido por falta grave, recebido indenização legal ou se aposentado espontaneamente.

(...)

Base Legal: Art. 453, caput da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT/1943 (Checado pela VRi Consulting em 09/07/24).
Informações Adicionais:

Este material foi escrito no dia pelo(a) VRi Consulting e está atualizado até a doutrina e legislação vigente em (data da sua última atualização), sujeitando-se, portanto, às mudanças em decorrência das alterações doutrinárias e legais.

Lembramos que não é permitido a utilização dos materiais aqui publicados para fins comerciais, pois os mesmos estão protegidos por direitos autorais. Também não é permitido copiar os artigos, materias e arquivos do Portal VRi Consulting para outro site, sistema ou banco de dados para fins de divulgação em sites, revistas, jornais, etc. de terceiros sem a autorização escrita dos proprietários do Portal VRi Consulting.

A utilização para fins exclusivamente educacionais é permitida, desde que indicada a fonte:

"VRi Consulting. Empregado aposentado: Admissão ou permanência em serviço (Área: Previdenciário em geral). Disponível em: https://www.vriconsulting.com.br/artigo.php?id=1227&titulo=empregado-aposentado-admissao-ou-permanencia-em-servico. Acesso em: 16/07/2024."

ACOMPANHE AS ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

Instrutor de trânsito: Atribuições, requisitos e vedações inerentes à profissão

Publicamos aqui as atribuições, requisitos e vedações, bem como os direitos e deveres dos instrutores de trânsito com fundamento na Lei nº 12.302/2010 (DOU de 03/08/2010) que regulamentou o exercício da profissão. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Profissões regulamentadas


Técnicos e tecnólogos em radiologia: Setor industrial - Atribuições, competências e funções

Analisaremos neste trabalho todas as disposições trazidas pela Resolução Conter nº 11/2016, que veio instituir e normatizar as atribuições, competências e funções dos técnicos e tecnólogos em radiologia no setor industrial, nas seguintes especialidades: a) radiografia industrial; b) irradiação industrial; c) radioinspeção de segurança; d) perfilagem de poços; e) medidores nucleares. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Profissões regulamentadas


Ex-genro de dono de loja prova vínculo de emprego

A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho não admitiu recurso de uma rede de lojas de Teresina contra o reconhecimento do vínculo empregatício do ex-genro do proprietário. Sócio de algumas empresas do grupo, ele conseguiu comprovar, por meio de recibos, mensagens de texto, peças publicitárias, e-mails e termo de rescisão contrato de trabalho, que era, na verdade, empregado do grupo empresarial. Genro foi admitido como diretor Na ação trabalhist (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Associação que representa associações pode ajuizar ação em favor de gestores

A Segunda Turma do TST considerou válida a ação coletiva ajuizada pela Federação Nacional das Associações de Gestores da Caixa Econômica Federal (Fenag) em favor dos gestores da Caixa Econômica Federal (CEF). O colegiado baseou sua decisão em entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a legitimidade das associações de associações para propor ações coletivas quando os trabalhadores representados atuam na mesma esfera da federação. Loja (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Loja é condenada por discriminação racial e homofóbica contra operador

As Lojas Americanas S.A., atualmente em recuperação judicial, foram condenadas pela Justiça do Trabalho a indenizar um operador de loja vítima de discriminação racial e homofóbica. Na última decisão sobre o caso, a Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho excluiu da condenação a obrigação de divulgar uma carta pública de desculpas em jornal de grande circulação para admitir a prática de racismo e homofobia em uma de suas unidades de Porto Aleg (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Mudança de condições de plano de saúde após troca por licitação não pode ser interpretada como ato lesivo do empregador

A 6ª Turma do TRT da 2ª Região confirmou sentença que considerou lícita alteração nas condições do plano de saúde de empregado da Fundação Casa. O contrato aumentou o percentual de custeio por parte do trabalhador e a mudança da modalidade de "parcela fixa" para "coparticipação". O trabalhador, que atua como agente de apoio socioeducativo, alegou no processo ter sido obrigado a aderir às novas condições, o que configuraria alteração contratual (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Supremo decide que tributação sobre terço de férias não retroage

No dia 12/6, o Supremo Tribunal Federal decidiu, por maioria, que a inclusão do terço de férias no cálculo da contribuição previdenciária patronal só vale a partir da publicação da ata do julgamento sobre o tema. O julgado deu provimento parcial a embargos atribuindo efeitos ex-nunc ao acórdão de mérito do Recurso Extraordinário (RE) 1072485. Com o entendimento, a cobrança é válida desde 15/9/2020, data em que foi publicada a ata do julgamento de (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Companhia aérea deverá reintegrar comissária que confirmou ter HIV durante aviso-prévio

A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho rejeitou o exame de um recurso da Gol Linhas Aéreas S.A. contra condenação a reintegrar e indenizar uma comissária de voo de São Paulo (SP) que informou ser portadora do vírus HIV durante o aviso-prévio indenizado. Ela já tinha se afastado anteriormente para tratamento médico e, segundo as instâncias anteriores, a empresa a demitiu sabendo de sua condição. Nessas circunstâncias, a dispensa é considerada (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Operadores e técnicos em radiologia industrial: Cédula de Identidade Profissional

Analisaremos neste trabalho todas as disposições trazidas pela Resolução Conter nº 23/2016, que instituiu o modelo e validade dos espelhos de credenciais para os operadores de radiografia industrial e para o técnico em radiologia industrial. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Profissões regulamentadas


Profissionais da área da bioquímica, biotecnologia e bioprocesso: Atribuições

Analisaremos neste trabalho todas as disposições trazidas pela Resolução Normativa CFQ nº 277/2018, que venho a dispor sobre as atribuições dos profissionais que laboram na área da bioquímica, biotecnologia e bioprocesso. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Profissões regulamentadas


Terapia ocupacional: Integração sensorial

Analisaremos neste trabalho todas as disposições trazidas pela Resolução Coffito nº 483/2017, que reconheceu a utilização da abordagem de integração sensorial como recurso terapêutico da terapia ocupacional. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Profissões regulamentadas


Fabricante de computadores não tem de depositar FGTS durante licença de vendedora

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho isentou a Dell Computadores do Brasil Ltda. de depositar o FGTS de uma representante de vendas no período em que ela ficou afastada pelo INSS por doença comum. Segundo o colegiado, os depósitos só são devidos quando é reconhecida a relação de causa entre a doença e o trabalho, o que não ocorreu no caso. Perícia concluiu que doença era degenerativa Na reclamação trabalhista, ajuizada em 2020, a rep (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


STF mantém ICMS sobre serviços de transporte marítimo interestadual e intermunicipal

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) manteve, por maioria, a validade de dispositivo de lei que prevê a incidência do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o transporte marítimo interestadual e intermunicipal. A decisão foi tomada no julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 2779), na sessão virtual encerrada em 17/5. Na ação, a Confederação Nacional do Transporte (CNT) argumentava que o artigo 2º, inci (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito tributário)


Vendedora com transtorno bipolar será readmitida depois de constatada discriminação

A Sexta Turma do Tribunal Superior do Trabalho determinou a reintegração no emprego de uma vendedora de uma empresa de implementos e máquinas agrícolas de Matão (SP) demitida por ter transtorno bipolar. Segundo o colegiado, o TST tem reconhecido que o transtorno afetivo bipolar é doença que causa preconceito. Vendedora alegou discriminação A vendedora disse, na reclamação trabalhista, que havia trabalhado sete anos na empresa e que esta tinha conhec (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


De olho no leão: Imposto de Renda 2021

Iniciou-se hoje, 1º de março de 2021, o prazo para os contribuintes enviarem a Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF), referente ao ano de 2020, findando no próximo dia 30 de abril. O período é um dos mais aguardados e movimentados do ano fiscal brasileiro, a Receita Federal do Brasil (RFB) estima receber, em 2021, mais de 32 milhões de declarações. Os anos passam e sempre surgem as mesmas dúvidas: “Sou obrigado ou não a declarar (...)

Notícia postada em: .

Área: Tributário Federal (Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF))


Familiar que se beneficia de serviço doméstico é responsável solidário por dívida trabalhista

A 10ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região manteve sentença que condenou mãe e filho pelas verbas devidas a empregado doméstico. Para o colegiado, ficou demonstrada a prestação de serviços contínua à unidade familiar, o que leva a reconhecer a responsabilidade solidária das pessoas beneficiadas pelo trabalho. O reclamante foi contratado para laborar na residência da 1ª reclamada durante a semana, porém passou atuar na casa do 2ª rec (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)